Gambiarra é pensamento by Gambiarra Lab

Siri, é Artista Sonoro/Visual e mentor do Gambiarra Lab:

“Gambiarra é pensamento. Acredito que toda criação passa por um momento
gambiarra. Talvez os primeiros protótipos de todos os tipos de criação tenham sido uma gambiarra bem sucedida. A performance está sendo pensada totalmente coletivamente e a partir daí construirmos o espetáculo com música, dança, cenário, palavras, esculturas e o que a imaginação nos permitir. essas ações serão trabalhadas com o aleatório, improviso e suas soluções.”

Siri, Lead Sound/ Visual Artist for Gambiarra Lab:
“I believe that every creation goes through a moment of gambiarra. Perhaps every first prototype of all types of creative practices has been a gambiarra that worked out. The final performance is being thought through collectively and from there we build the show with music, dance, scenography, words, sculptures and whatever else the imagination lets us. These actions will always be worked randomly to improvise solutions.”

Gambiarra e suas múltiplas possibilidades para Eliana Silva by Gambiarra Lab

Eliana Silva, é diretora da Redes da Maré:

"O Gambiarra Lab nos coloca em contato com um conceito bem brasileiro sobre questões que são criadas para dar resposta a determinadas demandas que se apresentam na realidade. Longe de improviso, ao contrário, a gambiarra nos permite reconhecer as múltiplas possibilidaes para lidar com os muitos desafios com os quais lidamos no cotidiano."

Eliana Silva, Founder of Redes da Maré:

"The Gambiarra Lab puts us in touch with a concept that is very Brazilian, which is about addressing issues that are very real to us. Far from improvisation, Gambiarra is about recognising multiple possibilities of dealing with the many challenges we face in our everyday life. "

Laboratórios de arte digital para Ricardo Palmieri by Gambiarra Lab

Ricardo Palmieri: Mentor/Lead Digital Artist 

PORT: “Ao longo desses anos, aprendi que laboratórios de arte digital e novas mídias não são feitos apenas de recursos tecnológicos, mas da relação e vivência de pessoas reais, que a partir de coisas simples, criam oportunidades para realizar novos projetos e propor mudanças relevantes ao mundo que construímos coletivamente. Acredito que assim, poderemos potencializar não só o discurso e a experiência pessoal de cada artista do grupo, mas também atentar para a responsabilidade de nossas obras/ações artísticas em relação à sustentabilidade do mundo contemporâneo.”

ENG: “Over the years, I learnt that digital arts and new media labs are not just made of technological resources, but are about relationships and experiences of real people, who, from simple things, create opportunities to realize new projects and propose relevant changes to the world we build collectively. I believe that in this way we can not only enhance the discourses and the personal experience of each artist in the group, but also pay attention to the responsibility each of our works / artistic production relates to notions of sustainability in the contemporary world.”

Integrando técnicas com a vivência by Gambiarra Lab

PORT: A proposta de criar um espaço laboratorial de vivência para artistas das mais variadas disciplinas é um grande desafio que igualmente aponta para a potência do existir em coletivo e inter-disciplinar.

Um coletivo não é a reunião de indivíduos, mas a criação de objetivos comuns que transcendem vontades individuais.

ENG: The proposal of creating a lab space for artists of the diverse disciplines to experience is a challenging one which equally points to the potential of the collective and inter-disciplinary existence.

A collective is not the reunion of individuals, but the creation of common objectives which transcend individual wishes.

 

colhendo o que plantamos/ reaping what we sow by Gambiarra Lab

A relação humano máquina é como a da jardineira e suas sementes, revolvendo a terra buscando as melhores condições para florecer aquilo que nos move, inspira sonhos e cria mundos.

The human-machine relationship is like of a gardner with her seeds, airing the earth in search of the right conditions for that which moves and inspires us, worlds are built from and can flourish.

#somosgambiarra /#wearegambiarra by Gambiarra Lab

"Brazilian culture is a Gambiarra, it’s a gambiarra of cultures, so what we have is ... we are as brazilian cultural subjects, we are gambiarras of the indigeineous, africans, europeans, so we understand this notion of gambiarra on the most profound level possible, since we are genetically gambiarras"

Celina Sodré, theatre director (Studio Stanislavski/ Instituto do Ator) shares with us what she thinks Gambiarra is for Brazilian Culture. 

Celina Sodré, diretora de teatro (Studio Stanislavski e o Instituto do Ator) compartilha conosco o seu conceito da Gambiarra da Cultura Brasileira.

Iniciam-se os ensaios by Gambiarra Lab

Ontem os artistas participantes do Gambiarra Lab receberam a visita da diretora de teatro Celina Sodré, para acompanhamento do trabalho elaborado pelos artistas, durantes esses dias de residência no Galpão Bela Maré.

Gambiarra Lab por: Douglas Lopes

Hoje a turma pegou pesado no ensaio e elaboração da performance para apresentação final que acontecerá, no dia 16 de maio, no Oi Futuro Flamengo.